Bancos estão coibindo a compra de criptomoeda pelos clientes

Em 2018, bancos de diversos países passaram a impedir a compra de Bitcoin e de outras criptomoedas pelos seus clientes.

As criptomoedas são normalmente compradas na Internet por meio de cartões de crédito em casas de câmbio especializadas.

Bancos coíbem criptomoedas

Os bancos justificaram que o risco de endividamento e de perdas financeiras dos próprios clientes será evitado com o impedimento.

Mas há ainda outra preocupação por trás das medidas das instituições financeiras.

Continue lendo “Bancos estão coibindo a compra de criptomoeda pelos clientes”

Queda do IGP-M em 2017 ainda impacta fundos imobiliários

O Índice Geral de Preços do Mercado – IGP-M é um índice que mede a inflação.

IGP-M e fundos de investimento imobiliário

O IGP-M é também conhecido como o “índice do aluguel”. O índice normalmente serve de referência para reajustar o aluguel dos contratos de locação imobiliária.

Em 2017, o IGP-M caiu 0,52%, apesar da inflação oficial, de +2,95% no ano.

A queda do índice continua impactando o reajuste da remuneração dos fundos de investimento imobiliário em 2018.

Continue lendo “Queda do IGP-M em 2017 ainda impacta fundos imobiliários”

Hong Kong: cinco coisas para saber sobre Bitcoin

O Governo de Hong Kong lançou uma campanha de educação popular sobre os riscos do Bitcoin e de outras criptomoedas.

Bandeira de Hong Kong
Bandeira de Hong Kong: um dos maiores centros financeiros é conhecido também por possuir a economia mais livre do mundo

A campanha pretende conscientizar a população, a fim de que obtenha uma compreensão correta e abrangente do tema.

A partir desta semana, uma série de propagandas será veiculada em estações de trem, na mídia impressa e digital. Em março, Hong Kong difundirá as propagandas na televisão, nas estações de rádio e nas redes sociais.

Continue lendo “Hong Kong: cinco coisas para saber sobre Bitcoin”

GAFA: um acrônimo de trilhões de dólares

Há alguns anos, um novo acrônimo surgiu e povoa o noticiário político e econômico internacional: “GAFA”.

GAFA ou Gulliver
GAFA: As Viagens de Gulliver

Fruto da nova economia e das recentes tecnologias da informação, o acrônimo é, entretanto, utilizado quase sempre em sentido pejorativo.

De marcas admiradas, e lugares perfeitos para se trabalhar, o GAFA passou a ser visto como uma ameaça à neutralidade da Internet, à soberania dos Estados, à privacidade das pessoas, aos direitos trabalhistas e dos consumidores.

Continue lendo “GAFA: um acrônimo de trilhões de dólares”